Linha Editorial

     “Dizer que a literatura tem preocupações estéticas é classificá-la em relação ao belo. De outro lado, dizer que ela é ficção significa classificá-la, ao menos em certo sentido, em relação a verdade. Normalmente, para a nossa mentalidade empirista e cientificista, ficção quer dizer falso; mas a ficção pode conter uma verdade e, mesmo talvez, uma verdade mais profunda e mais verdadeira que o empirismo.

     A literatura é uma arte. Como todas as artes, ela é um meio de expressão que visa a uma comunicação. A ficção é uma invenção, uma criação da imaginação do autor da obra literária expressa, sobretudo no romance. Ficção é, pois, tudo o que é narrado no romance, designando então o universo, os personagens, o mundo construído pelo texto literário. Trata-se, pois, da criação de um mundo irreal, que pode mesmo funcionar como crítica ou negação do real. Porém, a imaginação que cria um mundo irreal inspira-se, para criá-lo, no mundo real, o que significa que não existe imaginação sem experiência do mundo, mas, igualmente, não existe imaginário sem negação do mundo concreto e atual.”

─ Antonio Manzatto.